procurando entender

estantes do CHICO WHITAKER

14. Sobre redes

Viví minha primeira experiência de trabalho em rede, sem chamá-la ainda de “rede”, de 1975 a 1981. Era encarregado, juntamente com minha mulher Stella, do escritório em Paris das “Jornadas Internacionais por uma sociedade superando as dominações”, projeto de intercomunicação horizontal de experiências lançado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, com o apoio de cinco outras conferências episcopais. Estávamos na década seguinte aos chamados “acontecimentos de 1968”, em que jovens se levantaram, em todo o mundo, contra diferentes tipos de autoritarismo. A rede era uma forma de organização democrática da ação política, que se começava a inventar.  

Depois de voltar ao Brasil em 81, vivemos outras experiências desse tipo, apoiados na Associação para o Desenvolvimento da Intercomunicação – ADI: na Associação Paulista de Solidariedade no Desemprego, em 83 e 84, com os Grupos de Solidariedade que ela formava; nos Plenários Pró-Participação Popular na Constituinte, de 85 a 88; como vereador a partir de 1989, na minha relação com os cidadãos que eu representava – inventamos até uma Rede de Reflexão Política Livre – Repolítica; na própria ADI, com as Redes de Trocas de Saber – Universidade Mutua e os Clubes de Trocas; e mais tarde com a Iniciativa Popular contra a corrupção eleitoral – que resultou na Lei 9840/99.  

Quando vereador escrevi um primeiro texto procurando explicar melhor o que era, para mim, uma rede: “Rede, uma estrutura alternativa de organização”. Publicado em vários lugares, pode ser encontrado hoje no site http://www.rits.org.br/. 

Em maio de 2002 procurei explicar oralmente essa proposta num vídeo editado pelas Irmãs Paulinas: “Sobre Redes”, posteriormente incluído em um DVD com  dois outros videos sobre cidadania e eleições. (http://www.paulinas.org.br/ – DVD Eleições, cidadania e redes – Chico Whitaker [120 min]) 

Em 2003, numa entrevista para “Mão na massa”, publicação da RISolidaria: “Trabalhando em Rede – Reflexões”, analisei um pouco mais o conceito e suas implicações (www.risolidaria.org.br/util/view_texto.jsp?txt_id=200406090010). 

Estou colocando à disposição dos interessados, nesta estante, estes três textos. Como hoje em dia a rede se tornou uma forma bastante difundida de organização social, eles podem vir a ser úteis para quem quiser entrar nessa dinâmica.

Anúncios

18 dezembro, 2007 - Posted by | • Rede

1 Comentário »

  1. Olá Chico,

    Muito obrigada por ter escrito este texto, tão educativo e elucidativo.

    Aguardo as suas respostas às perguntas que lhe fiz, após a sua palestra na Escola de Governo, no final do mês passado:

    ‘Na sua visão, quais são os prognósticos para as redes sociais?

    Como fica o antípoda no presente contexto e momento sociais?’

    Ficarei feliz de receber o seu contato,

    Beatriz Pereira

    Comentário por Beatriz Pereira | 21 setembro, 2009 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: